Ir para o conteúdo principal

Programação

  • Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Conceituar e descrever inovação; - Reconhecer as iniciativas inovadoras realizadas no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Paraná; - Identificar as principais características do Laboratório de Inovação; - Identificar as principais competências do Laboratorista; - Reconhecer a metodologia do Design Thinking; - Aplicar a metodologia do Design Thinking em casos práticos.
    Público-alvo: Integrantes do Grupo de Trabalho do Programa de Gestão da Inovação do TJPR, magistrados e servidores convidados, inclusive de outros segmentos da Justiça do Paraná.
    Carga horária: 21 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação:- Identificar as atualizações sobre as normativas que regem a cobrança das custas processuais do 1º grau de jurisdição; - Identificar a base de conhecimento, em documento unificado, relativa às custas processuais. - Compreender a estrutura operacional que abarca as rotinas administrativas relativas às custas processuais.- Aprimorar a prestação jurisdicional a partir da disseminação da ideia primordial de relevância econômica das custas processuais.
    Público-alvo: Servidores e estagiários da força-tarefa da Corregedoria-Geral da Justiça.
    Carga horária: 20 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Compreender o funcionamento do sistema de precedentes qualificados; - Identificar o Núcleo de Gerenciamento de Precedentes (NUGEP); - Apreender noções básicas sobre os incidentes (IRDR, IAC e GR); - Executar os procedimentos dos incidentes.
    Público-alvo: Servidores lotados em gabinetes de juízes e chefes de secretaria.
    Carga horária: 3 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Compreender a inserção da profissão do psicólogo ou do assistente social no Poder Judiciário; - Compreender as possibilidades de atuação dentro do Poder Judiciário; - Reconhecer e aplicar as técnicas e ferramentas para a execução do trabalho; - Desenvolver noções gerais sobre o direito aplicável à área de atuação..
    Público-alvo: Analistas Judiciários da área de Psicologia e de Serviço Social
    Carga horária: 45 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Compreender a importância do atendimento; - Empregar as diferentes formas e técnicas do atendimento; - Desenvolver capacidade para ouvir o cliente; - Desenvolver habilidades para lidar com a percepção do público e com as situações problemáticas no atendimento.
    Público-alvo: Livre
    Carga horária: 10 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Desenvolver autonomia e autoconfiança para executar o trabalho; - Aplicar os conhecimentos sobre internet por meio das ferramentas de pesquisa, comunicação, entretenimento, entre outras.
    Público-alvo: Livre
    Carga horária: 10 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Descrever a organização da Administração Pública brasileira; - Distinguir os três poderes da União, suas funções típicas e atípicas; - Descrever a estrutura do Poder Judiciário Brasileiro; - Compreender o funcionamento e organização do Poder Judiciário; - Identificar as principais atribuições dos tribunais do Poder Judiciário; - Descrever a estrutura do Conselho Nacional de Justiça; - Identificar as principais atribuições do Conselho Nacional de Justiça; - Indicar as formas de acionar o Conselho Nacional de Justiça.
    Público-alvo: servidores e estagiários do Tribunal de Justiça do Paraná   
    Carga horária: 5 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Identificar os cursos que admitem contratação direta e os que devem ser licitados; - Desenvolver visão sistêmica dos processos de contratação; - Verificar a forma adequada de instrução dos processos; - Compreender o conceito de singularidade; - Distinguir o notório especialista.
    Público-alvo: Livre
    Carga horária: 16 horas
    Espera-se que ao final da apresentação os participantes possam: a) Dominar as técnicas e a metodologia para elaboração das planilhas de custos e formação de preços para contratação de serviços contínuos usuais da Administração Pública; b) Analisar e julgar as planilhas de custos constantes nas propostas das licitações de forma segura juridicamente e confiante; c) Atualizar-se quanto às alterações introduzidas pela recente IN n° 05 do MPDG, que modificou a IN nº 2/2008, trazendo algumas alterações quanto ao modelo de planilha de custos, que pela praticidade e forma, pode ser utilizada e adaptada para Órgãos Públicos das três esferas de governo; d) Conhecer pontos específicos da reforma trabalhista que poderão impactar diretamente na análise, julgamento e acompanhamento das planilhas de custos e formação de preços dos serviços terceirizados contratados pela Administração Pública; e) Discutir as mais recentes jurisprudências e orientações do Tribunal de Contas da União e demais órgãos de controle relacionados com a formação do preço e a planilha de custos.
    Público-alvo: Livre
    Carga horária: 16 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Definir as ferramentas e técnicas de planejamento estratégico, tático e organizacional; - Utilizar ferramentas e técnicas de planejamento estratégico, tático e organizacional.
    Público-alvo: Livre  
    Carga horária: 16 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Identificar os fundamentos, a estrutura procedimental e o suprimento das lacunas existentes na normatização das leis n.º 8.112/90 e n.º 9.784/99; - Manejar os feitos de sindicâncias e de processos administrativos disciplinares; - Manejar os procedimentos de sindicâncias apuratórias e punitivas; - Manejar processos administrativos disciplinares sumários e ordinários.
    Público-alvo: Livre  
    Carga horária: 16 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Desenvolver visão sistêmica do processo de contratação na Administração Pública; - Gerir e fiscalizar o contrato; - Distinguir os casos de execução, inexecução e rescisão do contrato administrativo; - Acompanhar e fiscalizar os contratos de terceirização de serviços de mão de obra exclusiva – IN n.º 02/2008 e Portaria n.º 409/2016; - Compreender a aplicação das sanções administrativas no descumprimento do contrato.
    Público-alvo: Livre  
    Carga horária: 16 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Identificar os principais entendimentos do TCU em relação a temas polêmicos envolvendo a licitação, contratação, fiscalização e controle de obras públicas, contextualizando diferenças e semelhanças entre a Lei 8.666/93, o RDC e a Lei das Estatais; - Desenvolver visão crítica de um padrão de raciocínio legal para a solução dos problemas que rodeiam a licitação, contratação, fiscalização e controle de obras públicas, capaz de suportar a solução de situações gerais do dia-a-dia administrativo; - Identificar as principais novidades do RDC e da Lei das Estatais impactantes no planejamento, na licitação e na fiscalização de obras públicas; - Identificar a jurisprudência do TCU sobre obras públicas em um contexto coerente entre o direito administrativo, a engenharia e a arquitetura. 
    Público-alvo: Livre
    Carga horária: 16 horas

    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Compreender aspectos gerais da redação oficial; - Identificar e distinguir as comunicações oficiais; - Aplicar corretamente a gramática; - Identificar e distinguir os atos normativos; - Produzir atos normativos, de acordo com o Manual da Presidência.
    Público-alvo: Livre
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Distinguir as regras antigas das atuais regras de ortografia; - Aplicar corretamente as novas regras estabelecidas pelo Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.
    Público-alvo: Livre  
    Carga horária: 10 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Definir a crase; - Identificar as regras de aplicação da crase; - Aplicar corretamente as regras da crase.
    Público-alvo: Livre  
    Carga horária: 5 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Identificar os mecanismos de coesão textual; - Conhecer e aplicar os fundamentos para a seleção de vocabulário.
    Público-alvo: Livre   
    Carga horária: 4 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Compreender o funcionamento nas estruturas linguísticas; - Identificar os tópicos gramaticais essenciais para a produção do texto escrito; - Compreender a importância do leitor para o processo de desenvolvimento de ideias; - Redigir textos com objetividade, clareza e concisão.
    Público-alvo: Livre  
    Carga horária: 40 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Identificar os aspectos da língua portuguesa que mais causam dúvidas; - Aplicar a norma culta na comunicação oral e escrita.
    Público-alvo: Livre  
    Carga horária: 20 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Desenvolver noções sobre a produção textual escrita; - Identificar e aplicar as etapas do planejamento da comunicação escrita.
    Público-alvo: Livre  
    Carga horária: 10 horas 

    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Compreender a formação da brigada; - Desenvolver noções sobre combate a incêndios e evacuação;- Analisar os procedimentos de primeiros socorros.

    Público-alvo: Livre

    Carga horária: 12 horas

    Com o objetivo de disseminar conhecimento técnico referente às áreas de primeiros socorros e combate a incêndios, o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Paraná (CB/PMPR) passou a exigir, após a vigência do Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico - CSCIP, o treinamento de brigadistas como medida adicional à emissão dos Certificados de Vistoria em estabelecimentos (CVE). Notório é o fato que o cidadão que não possua treinamento ou conhecimento técnico de como se utiliza os aparelhos ou equipamentos de segurança contra incêndio, acabará por não os utilizar, minimizando a eficiência de tais ferramentas e deixando de prestar auxílio adequado em uma situação de emergência. Fato esse que foge a razoabilidade, pois há todo um aparato disponível que se torna inútil sem o conhecimento necessário para aplicá-lo. Com o objetivo de tornar mais eficiente os equipamentos de prevenção, se desenvolveu o treinamento do brigadista, o qual é parte importante na prevenção, no combate a princípios de incêndios, nos primeiros socorros e na evacuação de edifícios.
    Informações: Após a assinatura do convênio 044/19, entre este Tribunal e a PMPR (SEI 0013593-93.2018.8.16.6000, publicado em 22 de maio de 2019 - 4035562), foi definido um fluxo para Formação de Brigadistas (4045653). Para tanto, é necessário que a comunidade interessada na formação realize: 1. Curso teórico; 2. Proceder informação, no presente SEI, de relação dos servidores e seus respectivos certificados de conclusão do módulo teórico; 3. Inclusão dos alunos certificados no Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA, no módulo de formação prático; 4. Aula prática (a ser realizada pela Assessoria Militar da Presidência) 5. Realização da prova de conhecimentos (individual) no Ambiente Virtual de Aprendizagem (com índice de acertos de, no mínimo, 70%,) 6. Emissão do certificado de conclusão do curso e sua inclusão no sistema Hércules (de responsabilidade do aluno) 7. Encaminhamento de relação de Servidores aprovados na parte prática, para o Departamento de Gestão de Recursos Humanos deste Tribunal (a ser realizado pela ESEJE). Acessem o curso teórico para realizar a primeira parte do curso e, posteriormente, incluir a relação dos servidores, com seus respectivos certificados neste SEI. Com esta certificação inserida, os alunos ficam aptos a realizar a etapa prática do curso, a ter sua data confirmada junto à Assessoria Militar. É importante salientar que, para a comunidade interna do Tribunal, o login e a senha do AVA são as mesmas que as utilizadas nos demais sistemas. Caso existam interessados da comunidade externa (Cartórios, Ministério Público, Defensoria Pública e outros), deverá ser solicitada a inclusão dos mesmos em nossos sistemas, bastando encaminhar o nome, CPF e endereço eletrônico para educacionaleseje@tjpr.jus.br (que também pode ser utilizado para esclarecimento de eventuais dúvidas).
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Aplicar os conhecimentos adquiridos no módulo teórico do curso “Brigadista”.
    Público-alvo: Livre
    Carga horária: 20 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Descrever termos e conceitos relacionados à segurança do trabalho; - Compreender a questão da ética na segurança do trabalho; - Analisar a legislação pertinente ao tema; - Compreender noções sobre gestão de saúde e segurança no trabalho; - Identificar e analisar riscos ambientais, prevenções, EPI’s e primeiros socorros no ambiente de trabalho; - Identificar e analisar as documentações e órgãos relacionados à segurança no trabalho.
    Público-alvo: Livre
    Carga horária: 50 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Conscientizar-se de que, nos mais diversos ambientes, a prevenção de acidentes é essencial. 
    Público-alvo: Livre
    Carga horária: 4 horas

    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Identificar, distinguir e operar os sistemas informatizados do Tribunal de Justiça do Paraná.
    Público-alvo: Livre
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Compreender o porquê da implantação e utilização do SEI! no TJPR; - Reconhecer as funções das ferramentas disponíveis do SEI!; - Utilizar corretamente as ferramentas disponíveis no Sistema. 
    Público-alvo: Livre  
    Carga horária: 10 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Analisar e aplicar tecnologias ao serviço público: Whatsapp, Zapp Audio Speed, CrystalKnows, YouCanBook.me, Appear.in, Yout.com, Beautiful.ai, Magic Mockups, Crontabs, One Tab, Toby, Lightshot, Combinações.
    Público-alvo: Livre
    Carga horária: 10 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Desenvolver noções básicas sobre a utilização do Power Point 2013; - Editar e aprimorar apresentações, trabalhando-se com elementos gráficos.
    Público-alvo: Livre  
    Carga horária: 12 horas
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Identificar e aplicar elementos e funções disponíveis para estruturar apresentações mais completas. - Definir e utilizar a ferramenta SmartArt.
    Público-alvo: Livre 
    Carga horária: 9 horas

    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Desenvolver noções preliminares sobre Mediação Judicial; - Identificar as políticas públicas relativas ao tema; - Reconhecer a teoria do conflito; - Reconhecer a Teoria dos Jogos; - Reconhecer os fundamentos de negociação; - Reconhecer processos autocompositivos; - Compreender o contexto e o processo da mediação, bem como sua inserção no meio jurídico.
    Público-alvo: Livre
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação: - Compreender a teoria sobre conciliação e mediação; - Aplicar a teoria da conciliação e mediação no âmbito judicial.
    Modalidade: Presencial
    Público-alvo: servidores, conciliadores dos juizados especiais e voluntários dos centros judiciários.
    Carga horária: 40 horas
    Para participar, contate o CEJUSC mais próximo. 
    Competências a serem desenvolvidas com a capacitação:- Identificar adequadamente as técnicas próprias da autocomposição;- Descrever e analisar os princípios, valores e elementos do círculo de construção de paz;- Aplicar os círculos de construção de paz em cenários conflitivos, observando-se os princípios e fundamentos da Justiça Restauratativa e os ditames da Resolução n.º 225 do CNJ.
    Público-alvo: servidores, auxiliares da justiça e comunidade em geral
    Carga horária: 40 horas
    Para participar, contate o CEJUSC mais próximo.